Imago | Exposição
16490
post-template-default,single,single-post,postid-16490,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-6.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive
 

Exposição

09 out Exposição

Fotografias (ou vídeos)

Para tirar uma foto você deve informar à câmera alguns parâmetros (Abertura do Diafragma, Velocidade do Obturador, ISO e Compensação de Exposição) . No modo automático, a câmera interpreta o ambiente e atribui um valor a cada um desses parâmetros para que a foto fique “boa”.  É importante saber que a variação de cada um desses parâmetros interfere, de alguma forma, no resultado final da imagem e que todos eles interferem diretamente na “claridade” da imagem fotografada.

Há diversas definições técnicas para exposição, mas para simplificar, entenda que aumentar a exposição de uma imagem é deixá-la mais clara; consequentemente, diminuir a exposição é deixar a imagem mais escura. Então temos três situações:

Imagem Subexposta – Com a exposição abaixo da ideal

Imagem Superexposta – Com a exposição acima da ideal

Imagem com a exposição ideal

Imagem com HDR – Assunto a ser tratado em outro post

Podemos ver que a imagem com HDR foi a que apresentou uma melhor percepção dos detalhes, teremos um post exclusivo para tratar deste assunto.

Então, como saber qual a exposição ideal ao fotografar?

As câmeras possuem um medidor chamado fotômetro, que indica o nível de exposição em tempo real. Antes de falar sobre isso, é importante entendermos as formas de medição de luz e como configurá-las. Independente da marca e modelo, as câmeras possuem basicamente os seguintes modos de medição de luz (fonte:http://www.canon.pt/youconnect_newsletter/tutorials/exposure/page_2.aspx):

Matricial: Divide a área de imagem em várias zonas. Os sensores de medição medem o brilho da luz em cada zona para que este seja adequado ao tipo de cena que está sendo fotografada.

Parcial: As leituras são realizadas na área central do visor (6 – 10%, dependendo do modelo da câmara). Útil quando o fundo é muito mais brilhante do que o motivo, por exemplo, contraluz.

Pontual: Modo utilizado para medir uma área específica do seu motivo ou cena (1,5 – 4% do visor, consoante o modelo da câmara). Para situações semelhantes às do modo de Medição parcial, mas nas quais o motivo constitui uma parte de menor dimensão da sua imagem.

Centro: A câmara tem a área central do visor em maior consideração ao medir a exposição no centro e, em seguida, ao efetuar a média para toda a cena.

 

O Fotômetro

 

O centro do fotômetro indica que a imagem está na exposição ideal, de acordo com o método de medição selecionado. Isso quer dizer que se você colocar no modo matricial o resultado da medição será, quase sempre, diferente do pontual.

É importante ter em mente que nem sempre o fotômetro ao centro, quer dizer que todas as áreas da imagem ficarão bem expostas. Imagens com grande contraste de ilminação (contra-luz, ou ambiente com uma janela, foto em uma sacada durante o dia, etc) tendem a ficar diferente da forma que estamos enxergando, independente da configuração que está na câmera.

 

1Comment

Post A Reply to BobbuBrowne Cancel Reply